Sérgio Godinho: uma vida a musicar as nossas vidas

Não há forma de pagar o tanto que Godinho nos deu, a banda sonora das nossas vidas, musicando com as suas palavras certeiras o nosso quotidiano, todas as nossas pequenas e grandes derrotas e vitórias diárias.

Niki Moss – Gooey (2019)

Gooey é o primeiro álbum de Miguel Vilhena a solo, sob o nome Niki Moss. Não sendo um nome que à partida desperte muita simpatia, já que remete imediatamente para coisas verdes que se agarram a árvores e pedras, parece ser uma homenagem a dois pilotos de F1, o que vale logo um ponto nesta corrida por discos do ano.

The Kinks – Are The Village Green Preservation Society (1968)

Os Kinks num registo em que, podemos afirmá-lo, a transcendência supera a imanência.

Jonathan Wilson – Rare Birds (2018)

Ao terceiro capítulo, Jonathan Wilson acrescenta ao seu rock clássico algumas incursões sobre o soft rock. As canções continuam belíssimas mas a sua desmedida ambição prega-lhe algumas rasteiras.

The Pretenders // Rita Redshoes || EDP Cool Jazz 2017

Os The Pretenders deram show e mostraram que estão aí para as curvas! A noite de Oeiras fez-se de rock puro, sem confettis à mistura.

The West Coast Pop Art Experimental Band – Part One (1967)

Part One representa, no seu todo, a essência do psicadelismo da costa oeste dos Estados Unidos. Belo e estranho ao mesmo tempo. Uma verdadeira trip.

“A Well Respected Man” – The Kinks

“A Well Respected Man” é um retrato mordaz do estereótipo do burguês conservador, manequim da sociedade de serviços e aparências mas é sobretudo um icónico tema de rock bastante dançável.

Canção do Dia: This Time Tomorrow – The Kinks

Canção marcante de “Lola Versus Powerman and the Moneygoround, Part one“, de 1970, esta belezura foi re-integrada na sociedade por culpa de Wes Anderson, sendo o veículo para tal o magnífico “Darjeeling Limited”. Logo na cena inicial, que dá o…

The Rolling Stones – Between The Buttons (1967)

No seu último disco de originais que teve edições diferentes no Reino Unido e nos Estados Unidos (Flowers é uma espécie de colectânea feita propositadamente para o mercado americano), Between the Buttons assume-se como um dos melhores discos da carreira…

“All Day and all of the Night” – The Kinks

  Em 1968 os Doors lançaram o single “Hello, I Love You”, que rapidamente chegou a número 1. Acontece que a canção é muito parecida com “All Day and all of the Night” dos Kinks e Ray Davies acusou-os em tribunal…

Badfinger – No Dice (1970)

A razão deste No Dice dos Badfinger estar nesta rubrica não é propriamente por este ser um dos meus discos preferidos. Nem sequer por a banda ser uma das que mais apraz. Nem por ser um disco que marcou a…

Five Faces of Manfred Mann – Manfred Mann (1964)

Corria o ano de 1964 quando os Manfred Mann se lançaram no mundo da música comercial gravada. O mundo neste altura vivia alguns momentos conturbados. J.F. Kennedy tinha sido assassinado um ano antes, a guerra fria começava a ser algo…

The Kinks – Arthur (Or the Decline and Fall of the British Empire) (1969)

Numa destas tardes de passeata pela nossa bela Lisboa, que, com este bom tempo convida a ligeiros passeios, acompanhados de bons amigos, umas ginjinhas e umas imperiais, deparei-me com uma ligeira branca aquando da selecção de algo para ouvir no…

The Kinks – Lola vs. the Powerman & the Money-Go-Round, Pt. 1 (1970)

The Kinks: um nome que muitos já ouviram falar aqui e ali. A banda que trouxe ao mundo “You Really Got Me”, uma das músicas mais emblemáticas da dita “British Invasion”, no entanto os Kinks nunca tiveram a importância dos…

Green Day – American Idiot (2004)

Confesso que sempre gostei de Green Day. Desde os tempos do Dookie que sempre lhes conferi algo de especial. No entanto, após Nimrod, também confesso que pensei que acabariam por perder-se, engolidos por outra geração, a exemplo de outras bandas…

Pink Floyd – Obscured by Clouds (1972)

Não sendo precisamente o típico álbum de Pink Floyd, Obscured by Clouds, banda sonora para o filme La Valée, de Barbet Schroeder, é uma espécie de tesouro escondido.