The Byrds – Fifth Dimension (1966)

O disco que inventou o rock psicadélico. Uma síntese inspiradora entre sensibilidade pop e experimentalismo.

Sérgio Godinho em entrevista: “A criação tem algo de mágico e misterioso”

Estivemos à conversa com Sérgio Godinho. Tudo girou à volta da sua nova canção, “O Novo Normal” (uma reflexão sobre a pandemia que se abateu sobre nós) e do que há de godinhiano na mesma.

Sérgio Godinho – Canto da Boca (1981)

Canto da Boca encerra uma das mais frutíferas trilogias da canção nacional e permitiu a Sérgio Godinho desbravar caminho para uma nova fase da sua carreira.

Sérgio Godinho – Os Sobreviventes (1972)

Sérgio Godinho encontrou uma identidade própria logo no seu disco de estreia. “Que Força é Essa”, “O Charlatão” e “Maré Alta” perduram até hoje.

Uma Mão Cheia de Harry Nilsson

Harry Nilsson teve uma vida curta, num quase constante lost weekend. Subiu ao quase estrelato e foi votado ao quase esquecimento. Esse advérbio quase resume o percurso de um artista tocado pelo génio. Há coisas que não se compreendem nem…

Bob Dylan – Rough and Rowdy Days (2020)

Dylan oferece-nos uma comovente reflexão sobre a mortalidade, a arte e a memória. Estamos em crer que este miúdo vai longe…

The Beatles – Help! (1965)

Help! é um álbum com uma crise de identidade que acompanha o amadurecimento da banda e que prepara o palco para a revolução que seriam os álbuns dos Beatles nos anos seguintes.

The Beatles – Beatles For Sale (1964)

Quatro discos em dois anos é motivo para um visível cansaço. Neste álbum os Beatles voltam a fazer versões, começam a escrever temas mais sérios e dão passos para dominar o ambiente do estúdio.

“Murder Most Foul” – Bob Dylan

Um lindíssimo hino dedicado ao presidente dos direitos civis e a toda uma geração.

“Love Minus Zero/No Limit” – Bob Dylan

“Love Minus Zero/No Limit” é a declaração de amor de Bob Dylan que todos gostaríamos de receber.

Donovan – Sunshine Superman (1966)

Se, no início da carreira, Donovan era visto como a resposta britânica a Bob Dylan, em Sunshine Superman, o músico escocês mostra o seu lado pastoral e psicadélico, distanciando-se definitivamente da sombra do norte americano.

NOS Alive 2019 – Dia 2

O concerto dos Vampire Weekend era o mais esperado da noite. No entanto, os bons e velhos Primal Scream e Johnny Marr deram igualmente boa conta do recado. Um trio de ases de respeito a marcar o cartaz de mais uma longa maratona musical!

Morrissey – California Son (2019)

Morrissey deixa-se de parvoíces e dá-nos um disco de covers, mas a sua personalidade e o seu carisma acaba por desaparecer por entre as músicas dos outros

Kevin Morby – Oh My God (2019)

Depois de uma carta de amor a Nova Iorque, Morby vira-se para o divino.

“Maggie’s Farm” – Bob Dylan

E quando Dylan decidiu tocar “Maggie’s Farm” no santuário da música folk, acompanhado por uma banda eléctrica?

Bob Dylan – The Freewheelin’ Bob Dylan (1963)

É essa a importância histórica de Freewheelin’: ser o elo de ligação entre a modernidade beatnik e tudo o que veio a seguir.

Os olhos nas linhas de Steve Gunn

Foram duas, as vezes que o muito amável e respeitável Steve Gunn falou com o Made of Things/Altamont sobre o disco “Eyes on the Lines”. Com o lançamento recente do novo disco The Unseen in Between, relembramos o disco anterior…