Canção do dia

“Littlest Things” – Lily Allen

O primeiro disco de Lily Allen vive da tensão entre a inocência sonhadora da música e a malícia filha da puta das letras. Lily é tão corrosiva e resmungona e mal-educada que a nossa impressão inicial é que não passa de uma grandessíssima cabra. Demora tempo até percebermos que por detrás desta capa de cinismo se encontra afinal uma imensa vulnerabilidade. Em “Littlest Things” – porventura a canção mais bonita do disco -, deixa, por fim, cair a máscara, recordando com ternura e saudade os pequenos nadas de um amor perdido…

Comments (0)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *