“Il Clan Dei Siciliani” – Ennio Morricone

O tema é mítico. O filme é lendário. Alain Delon, Jean Gabin e Lino Ventura são soberbos, mas o que hoje se propõe é esta melodia: bela, enigmática, onírica, eterna.

“May I?” – Kevin Ayers

“May I sit and stare at you for a while? / I’d like the company of your smile”: como resistir a estes versos e a esta canção do saudoso Kevin Ayers?

“Humor Amarillo” – Sr. Chinarro

“Humor Amarillo” é uma belíssima canção do disco El Fuego Amigo, importante gravação na discografia de Sr. Chinarro.

“Frank Mils” – Suzette Charles

A canção, para além de ser de uma beleza inatacável, usa bastantes referências. Fala, inclusivamente, em George Harrison, o que é sempre coisa de valor.

“Bennington” – John Maus

Com um pé na synth-pop e outro no pós-punk, John Maus promete ser o vosso guia espiritual, o vosso parceiro de dança e eterno deus do profano. A hóstia é “Bennington” e o vinho fica por vossa conta. Avé sexta-feira.

“Beija-Flor” – Manel Cruz

Conta-me mais verdades, Manel,
E depois, faz o que fazes melhor
E põe o amor por palavras
Para ele finalmente poder voar.

“Satan In The Wait” – Daughters

À falta de eventos ao vivo, escutemos a loucura que uma só música pode conter. 

“(I Am Taking Out My Eurotrash) I Still Get Rocks Off” – Blonde Redhead

Em “(I Am Taking Out My Eurotrash) I Still Get Rocks Off” ainda temos as suas vozes cruas, quase aflitas, e os seus recantos explorados num êxtase de infinitas emoções e descompressões.

“Waltz 2 (xo)”  – Elliot Smith

Talvez sejamos sádicos por gostar de um tema tão triste, talvez sejamos bons por compreender a sua dor, mas o Altamont é livre de julgamentos, por isso sejamos felizes na sua melancolia, para que ela nunca seja vã.

“Don’t Make Me Over” – Julia Holter

Uma bela interpretação de uma das mais interessantes vozes do Indie feminino atual.

“Cravado” – Laure Briard

Laure Briard é de Toulouse e canta um doce indie-pop em francês, lembrando o legado de Françoise Hardy e de outras afins.

“Your Cover’s Blown” – Belle and Sebastian

Um ótimo exemplo do que Belle and Sebastian fazem melhor: refrões dançantes com deliciosos apontamentos eletrónicos que tornam impossível ficarmos quietos.

“Anda Estragar-me os Planos (Ao Vivo)” – Afonso Cabral

Afonso Cabral e Francisca Cortesão: duas das mais doces vozes da música portuguesa atualmente. Uma delícia.

“So Far Around the Bend” – The National

Mantendo-nos fiéis ao tema da playlist da semana, hoje temos “So Far Around The Bend”, contribuição dos National para a colectânea Dark Was The Night, é a proposta de canção para o dia de hoje.

“Out Of Reach” – Bananagun

Com influências desde o tropicalismo ao afro-beat, os Bananagun são uma das boas descobertas de 2020.

“The Adults Are Talking” – The Strokes

Uma canção fantástica com um crescendo que só os Strokes nos conseguem dar.

“Loser” – Beck

“Loser” será, para sempre, um hino da adolescência dos anos 90.

“I’m The Greatest” – Ringo Starr

O mais próximo de uma reunião dos fab four.