Canção do dia

“Bodies” – Sex Pistols

Sid Vicious foi O Ícone Punk!

Nascido em 1957 John Simon Ritchie, depois John Beverley, foi baptizado por Johnny Rotten com o nome que lhe deu identidade. Sid era o nome do hamster de Rotten, que uma vez mordeu John, levando-o a declarar: “Sid is really vicious”.

Enquanto músico, foi baterista – chegou a tocar com Siouxie and the Banshees – e esteve para ser vocalista dos The Damned. Em 77, foi convocado por Malcom McLaren para baixista dos Sex Pistols, que editariam em Outubro desse ano o único álbum de estúdio, Never Mind The Bollocks. No entanto, Vicious só entrou no disco parcialmente – durante boa parte da gravação do álbum, esteve no hospital com hepatite. Gravou algumas partes de algumas canções, mas com o seu não jeito para tocar baixo (consta que uma vez pediu a Lemmy para lhe ensinar), foi dobrado na maioria das vezes pelo guitarrista Steve Jones. A canção do dia de hoje, “Bodies”, foi uma das poucas em que Sid tocou. Isto, claro, na gravação em estúdio, porque ao vivo era ele quem assegurava os graves e a atitude.

Sid Vicious foi O ícone punk, com todas as drogas, sexo, rock, anarquia, provocação, obscenidade que isso significa. Teve as suas doses de cadeia, famosas zaragatas (bateu em Todd, o irmão de Patti Smith, num jornalista do NME e em elementos do público, em concertos), foi acusado de assassinar a namorada Nancy Spungen e tentou suicidar-se. E isto tudo em apenas 21 anos.

A 2 de Fevereiro de 1979, Sid Vicious foi encontrado morto, em Nova Iorque, com overdose de heroína – a mais punk forma de morrer.

Comentários (0)

Escrever resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *