Canção do dia

“Arranja-me Um Emprego” – Sérgio Godinho

Hoje é Primeiro de Maio, bonito dia de festa colectiva, mas os tempos cinzentos de hoje não convidam a grandes celebrações. É, então, com cinismo que aqui repescamos “Arranja-me Um Emprego” (do álbum Campolide), canção em que Sérgio Godinho dá voz ao típico boy nascido da normalização democrática, com ânsias de subir na escala social seja a que preço for: “Se eu mandasse neles os teus trabalhadores seriam uns amores/greves era só das seis e meia às sete em frente a um cassetete/ primeiro de Maio só de quinze em quinze anos, feriado em Abril só no dia dos enganos”. É curioso que a canção é de ’79, vários anos antes do cavaquismo, mas Godinho já sentia no ar o cheiro metálico das facas dos yuppies, a serem afiadas para futuro saque. Trinta e cinco anos volvidos, o humor amargo de “Arranja-me Um Emprego” está mais actual do que nunca.

Comments (0)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *